LATICÍNIOS DOM GOURMET

História

Na Serra da Mantiqueira, a fazenda Santa Helena, situa-se no distrito de Correia de Almeida na aconchegante Barbacena, na zona rural de Minas Gerais. Está entre as poucas fazendas em Minas e no Brasil que trabalha com Bubalinos (Búfalas) produzindo a verdadeira MUSSARELA desde outubro de 2010.

Está história começou a partir de uma conversa entre amigos que compartilhavam as mesmas dificuldades com a tradicional pecuária de leite de vaca. Dificuldades que foram superadas por uma ideia que parecia loucura em Barbacena, mudar a tradicional criação de leite de vaca para leite de búfalas.

Esta novidade, cercada de medos e preconceitos, pois na cabeça deles manejar um “bicho” daqueles (bravo e diferente) seria possível? Mas com o passar do tempo puderam ver os quão dóceis e de fácil manejo eram aqueles “bichos”.

O primeiro plantel adquirido foi de 100 cabeças entre elas novilhas e bezerros. No entanto as dificuldades presente na pecuária de vaca também vieram para a criação de búfala, porque não era apenas produzir o leite tinha-se que produzir a Mussarela.

A empreitada de instalar, preparar e operar o laticínio com leite de búfala tomou longos 4 anos, mas a vontade era maior que os desafios. Nasceu, portanto, a marca DOM GOUMERT com qualidade e credibilidade.

Hoje a fazenda Santa Helena conta com aproximadamente 200 cabeças e uma produção expressiva em derivados de leite no Laticínio DOM GOUMERT.

 

Entenda melhor

A seleção para produção de leite no Brasil ainda é bem simples, conta com o melhoramento genético com novas aquisição de indivíduos (seleção). A partir desta seleção os animais se adaptaram rapidamente ao clima ameno do campo das vertentes.

Os búfalos são animais que sentem muito calor porque tem menos glândulas sudoríparas. Por isso no verão é muito comum vê-los em lamaçais na fazenda. Ainda, curiosamente possuem hábito noturno.

Comparando com os bovinos, o manejo é bem parecido, inclusive o calendário de vacinação é o mesmo, porém os búfalos por serem animais mais rústicos e de fácil manejo, não apresentam problemas de casco e apresentam baixo índice de mastite e ectoparasitas. Ademais, os búfalos apresentam uma longa vida produtiva e alto índice de fertilidade o que compensa a baixa produção, comparado com a produção de vaca.

Os bubalinos possuem alto poder de conversão alimentar o que faz com que ele ganhe peso rápido, ficando pronto para o abate ou no caso das fêmeas adquirindo a maturidade reprodutiva mais cedo. Na fazenda Santa Helena a alimentação dos animais é feita por meio do sistema de semiconfinamento, cujo no período de estiagem hídrica (menos oferta de pasto) trata-se com silagem de cana ou capim camerum e no período chuvoso utiliza-se as pastagens.

As búfalas são ordenhadas duas vezes ao dia, as 7h e 16h. A produção de leite por animal na fase de lactação é de 6 litros/dia. O leite é obtido por meio de ordenhadeira mecânica com circuito fechado, garantindo a integridade do leite. Em seguida o leite é direcionado diariamente para o laticínio da propriedade, onde é processado os seus derivados, a tradicional mussarela de búfala, e ainda os produtos bolinha, caccio cavalo, provolone, cream cheese e ricota.

O leite de búfala é rico em vitamina A, cálcio, proteínas e ômega 3, e possui baixo teor de colesterol. Estas características fazem dele a matéria prima ideal para elaboração de queijos diferenciados que trazem inúmeros benefícios ao consumidor.                                                                                                                              

Topo